rotina bebêSaiba por que é preciso estabelecer regras e horários desde cedo

Já parou para pensar na importância em estabelecer a hora da papinha, como deixar o momento do banho mais agradável ou qual é a quantidade de horas que seu filho deve dormir? Organizar o dia a dia do seu pequeno pode parecer uma tarefa difícil, mas estabelecer uma rotina para essas atividades é essencial para que ele cresça de forma saudável.
Desde o comecinho, você já pode estabelecer algumas regras e horários. “Assim, já se ensina as primeiras noções de disciplina e limites ao seu filho”, explica o pediatra Jayme Simões. Além disso, a rotina traz segurança e ameniza a ansiedade, uma vez que a criança se acostuma com determinado estilo de vida e não se sente angustiada por não saber o que pode acontecer.
Para ajudar você a organizar os dias do seu filho, conversamos com especialistas que deram dicas e explicaram como funcionam os hábitos na alimentação, banho e sono do bebê.

Alimentação

Manter uma rotina do bebê na alimentação é fundamental, já que a fome influencia bastante outras partes do dia, como a hora de dormir e brincar. Mas antes de estabelecer horários, é preciso entender e acompanhar os hábitos alimentares da criança, que mudam bastante nos primeiros meses de vida.
Até os três meses, os horários de amamentação devem ser flexíveis e o bebê é quem vai determinar quando mamar. Depois do terceiro mês, o apetite estará regularizado e o bebê costuma ter fome a cada três horas e o aleitamento noturno vai cessando naturalmente.
A partir do sexto mês você deve incluir alguns alimentos na dieta. Nesta fase, já é possível definir horários mais fixos para as refeições. Recomendam-se cinco ao longo do dia: no desjejum, no lanche da tarde e antes de dormir, dê de mamar. E no almoço e jantar sirva papinhas de frutas ou legumes. Do décimo mês em diante, a última amamentação do dia é facultativa.

Banho

O banho pode ser dado a qualquer momento do dia. No entanto, nos dias mais frios, prefira os horários mais quentes no início da tarde. Já no verão, você pode dar banho no seu filho duas vezes por dia, sendo uma delas somente com água para refrescar. Assim, evita-se que a pele do bebê fique ressecada com o uso excessivo de sabonetes.
A pediatra Mariana Nudelman faz mais uma ressalva: “Após a amamentação ou refeições, é aconselhável aguardar de 40 minutos a 1 hora para evitar possíveis regurgitações durante a movimentação do banho.”

 Sono

A quantidade de horas e rotina de sono também mudam bastante. Nos primeiros meses, o bebê passa a maior parte do tempo dormindo e acorda somente para mamar. Durante a noite, ele pode acordar de 3 a 4 vezes, também para ser amamentado.
A Dra. Mariana explica como acontece a mudança ao longo dos meses. “A partir dos 6 meses, a maioria dos bebês passa a dormir a noite toda. Com 9 meses, a criança começa a demandar mais atenção e a ausência dos pais traz certa insegurança na hora de dormir”.

A pediatra não recomenda tirá-lo do berço toda vez que isso acontecer: “Para que a criança se habitue aos poucos, sugerimos deixá-la brincar sem a presença constante dos pais durante dia. E à noite, dê um brinquedo para trazer certo conforto quando estiver sozinha no berço”. Vale lembrar que o brinquedo deve ser próprio para a idade do bebê.
Quando ele estiver mais crescidinho, o pediatra Jayme Simões ressalta que os horários de sono vão se estabilizando. “Até chegar aos 3 anos de idade, estes períodos de sono vão diminuindo gradualmente e a criança passa a dormir de 8 a 10 horas durante a noite e fazer duas sonecas por dia”. Lembrando que as sonecas não devem ser muito longas . O pediatra recomenda que elas tenham duração de até duas horas.
A Dra. Mariana dá uma última dica para educar os pequenos dentro de uma rotina saudável. Quando o bebê já estiver maior, ela aconselha ir ‘narrando’ as ações no decorrer do dia.  Dessa forma, você antecipa as ações e o deixa mais seguro.